Pinóquio curiosidades

8 curiosidades sobre Pinóquio, a marionete italiana mais famosa do mundo

Sem dúvida, Pinóquio é um personagem que emocionou gerações inteiras de leitores com suas aventuras e travessuras. Mas será que você sabe tudo sobre ele?

Vamos então conhecer algumas curiosidades sobre a marionete mais famosa do mundo!

Pinóquio nasceu em Florença

Você sabia que o personagem de Pinóquio foi inventado em Florença? Esta também era a cidade natal de seu autor, Carlo Collodi, ou melhor Carlo Lorenzini. Collodi era um pseudônimo que ele usava em homenagem à cidade onde passava as férias de verão na fazenda de seus avós.

O que significa Pinóquio?

Antes de mais nada, a origem do nome “Pinóquio” não é clara. Por exemplo, há uma tese que diz que a palavra “Pinóquio” derivaria de “pinhão” ou “pinolo”, a semente contida na pinha de diversas espécies de pinheiros. Para sustentar esta tese, está o fato que a semente é o tema filial no centro da fábula do boneco mais famoso do mundo.

Ao mesmo tempo, o prefixo -pin é um derivado do nome Pino, que por sua vez, em italiano, é diminutivo de Gepeto. Então, este poderia ser outro significado.

Por fim, outra tese indica que o termo vem de árvore, pois no dialeto toscano, o termo “Pinocchia” indicava a árvore.
O que significa pinóquio

Primeiro foi publicado um um jornal

A primeira metade do livro apareceu em episódios em um jornalzinho para crianças de Florença, chamado Giornale per i bambini. O primeiro episódio saiu em 7 de julho de 1881.

Collodi, que além de escritor era também jornalista, só depois publicou como um romance completo para crianças.

Não estava previsto um final feliz

Collodi, em suas intenções, não havia previsto um final feliz para a história. De fato, o autor tinha a intenção de terminar a história com o boneco enforcado, que teria permanecido “adormecido”. Mas devido às reclamações dos leitores, o jornal convenceu Collodi a continuar a história.

Enfim, para terminar o livro e deixá-lo como o conhecemos hoje, o autor levou mais dois anos.

Um pinóquio violento

Mas o enforcamento não é a única imagem violenta da história. De fato, no original, Pinóquio mata o Grilo Falante com um martelo, mas ele retorna. Primeiro vem como um fantasma, depois aparece vivo.

Enfim, Pinóquio é tudo menos um conto de fadas para crianças. De fato ele contém aspectos psicológicos profundos, desde a relação de uma “criança-marionete” com seu pai, que o obriga a fazer o que quer, até a visão geral da história do protagonista como uma viagem para conquistar a própria humanidade.

Além disso, cada personagem tem um caráter bem definido e um papel importante na vida de Pinóquio. Desde o Grilo Falante, que é a “voz da consciência”, à Fada Azul que simboliza o contato com uma figura feminina. Sem falar das tentações representadas pelo Gato e a Raposa, bem como pela Terra dos Brinquedos.
história de Pinóquio

Lugares que existiram realmente

Toda a história de Pinóquio se inspira em lugares que realmente existiram na província de Florença. E alguns existem até hoje!

Por exemplo, na cidade de Sesto Fiorentino havia a carpintaria Gepeto, a escola de Pinóquio, o grande Carvalho, a Casa das Fadas e muitos outros. Imagine que havia até mesmo a Terra dos Brinquedos, que na verdade era a feira de Sesto Fiorentino.

Hoje em dia é fácil encontrar esses lugares. Isso porque há placas de mármore colocadas pela prefeitura de Sesto Fiorentino.

Existe um parque e um museu dedicados a Pinóquio

O Parque Pinóquio fica em Collodi, cidade natal da mãe do autor. O parque é fruto do trabalho coletivo de muitos artistas.

O lugar foi inaugurado em 1956 e ampliado ao longo dos anos. Lá o visitante pode fazer uma viagem literária e artística pelos episódios das aventuras de Pinóquio. Entretanto, não espere nada moderno no estilo Disney World. Trata-se de um lugar simples, quase congelado no tempo, no meio da Toscana.

O parque organiza também atividades culturais, oficinas e shows.

O livro italiano mais famoso

As aventuras de Pinóquio são ensinamentos morais universais. Por isso, a história foi traduzida para mais de 260 idiomas e houve transposições teatrais, televisivas e animadas, incluindo a mais famosa de Walt Disney.

Agora me conta, você já leu As Aventuras de Pinóquio? Leu quando era criança ou já adulto?

Gostou? Então compartilha!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.